7 práticas para reduzir o consumo de energia em grandes consumidores

Publicado por Sérgio Grassi em seg, 12/08/2019 - 19:47
viridis-blog-artigo-7-praticas-redução-consumo-energia.

A redução de custos é fundamental para melhorar o desempenho de uma empresa. Neste artigo listamos sete práticas que podem ajudar a reduzir o consumo de energia em grandes consumidores.

 

Implementar e manter práticas no dia a dia que visam a redução do consumo energético em grandes consumidores é de grande importância para todos que buscam alcançar a eficiência energética e diminuir os gastos com energia.

A economia de energia está associada à redução de custos, mas também a fatores como a preservação de recursos naturais. Diante de um cenário onde a energia é cada vez mais cara, utilizá-la sem desperdício é um desafio para grandes consumidores. Uma pesquisa da Abesco (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia) indicou que só entre 2013 e 2016 o Brasil desperdiçou 143.647 GWh de energia, o que significa que jogamos no lixo R$ 61,71 bilhões.

Pensando nisso, elaboramos uma lista com sete práticas que podem contribuir para reduzir o consumo energético da sua empresa.

1 – Evite desperdícios básicos

O primeiro passo para reduzir o impacto do aumento de gasto com energia é evitar a perda de energia. Para isso, é necessário que a empresa faça um mapeamento dos seus gastos e adote soluções que reduzam o desperdício. Além disso, a empresa deve fazer uma análise de sua instalação elétrica e verificar o estado de conservação dos equipamentos.

Deter desperdícios visíveis, como máquinas e iluminação funcionando sem necessidade e vazamentos recorrentes – pode fazer toda a diferença na diminuição de gastos com consumo energético de uma empresa.

Muitas das vezes a instalação de um Sistema de Gestão de Energia e Utilidades eficiente pode melhorar o desempenho energético da empresa, melhorando a produtividade no desempenho das funções de gerenciamento de energia e utilidades.

Leia também: 7 Razões para investir em um Sistema de Gestão de Energia e Utilidades

No ambiente corporativo, onde muitas pessoas consomem energia elétrica ao mesmo tempo, a chance de desperdício energético é ainda maior. Sendo assim, é muito importante ter cuidado com tarefas rotineiras que demandam energia, pois o descuido pode causar desperdício e aumento considerável na fatura de energia.

2 – Garanta o uso adequado da energia

Verifique se os procedimentos de trabalho contemplam atividades que garantam o uso adequado de energia. Também é aconselhável treinar os funcionários para que eles não desperdicem energia em suas atividades diárias.

O horário de pico do Sistema Interligado Nacional (SIN) ocorre entre 17h30 e 21h30, em média, e durante esse período o consumo de energia e o seu preço são maiores. Sendo assim, é recomendável adequar a rotina de trabalho para evitar consumo em excesso nestes horários.

Existem algumas maneiras de usar a energia de maneira eficiente:

  • Hábitos inteligentes: use os equipamentos elétricos de maneira correta
  • Projetos inteligentes: utilize soluções criativas que ajudam na redução do consumo de energia. Projete os ambientes utilizando o máximo de luz natural e circuitos elétricos bem dimensionados.
  • Equipamentos eficientes: verifique se os equipamentos que consomem energia elétrica possuem o selo de eficiência “A” INMETRO/PROCEL.

3 – Verifique se os consumidores possuem medição de consumo de energia

O medidor de consumo de energia elétrica digital é um equipamento de acompanhamento e monitoramento de utilização de energia que pode ser encontrado em diversos modelos e possui diversas funções.

É aconselhável providenciar medidores de consumo de energia que permitam o envio de dados através de protocolos de comunicação e garantam uma precisão de informações quanto ao consumo. Os medidores de consumo de energia são dispositivos eletrônicos utilizados na aquisição de dados de consumo de energia, que capturam automaticamente informações sobre o consumo de eletricidade, e podem fornecer medições rápidas e precisas do consumo de energia.

A instalação desses dispositivos em grandes companhias pode ser fundamental para um bom desempenho energético e para a otimização do consumo de energia elétrica.

4– Identifique os consumidores com consumo significativo de energia

É aconselhável implantar uma rotina de definição de metas de redução. Para isso, vale a pena investir em análises de consumo por setor e identificar quais e onde são os pontos de maior consumo, onde ocorrem mais desperdícios e quais melhorias devem ser aplicadas na gestão de cada setor.

Para isso, faça uma pesquisa a respeito do consumo de cada setor da empresa. Assim fica mais fácil identificar os principais pontos de consumo, verificar onde se encontra o desperdício mais expressivo de energia e direcionar melhorias que devem ser aplicadas.

Além disso, é importante que haja algum responsável pela análise do consumo energético para organizar faturas e verificar anomalias na leitura dos medidores.

Outras dicas importantes:

  • Verificar e solicitar a manutenção de equipamentos
  • Cuidar para que os quadros elétricos estejam sempre seguros e bem identificados
  • Estabelecer procedimentos e horários para o uso de equipamentos e espaços compartilhados


Leia também: Como fazer um planejamento de energia de sucesso

5 – Implante uma rotina de monitoramento energético

Obter uma análise de desempenho energético de qualidade em uma empresa é muito importante. Para isso, a adoção de um Sistema de Gestão de Energia eficaz pode promover o uso mais eficiente das fontes de energia disponíveis. Sendo assim, é importante entender o que são as variáveis relevantes de processo e como sua utilização adequada é vital para obtenção de desempenhos energéticos continuamente melhores.

De acordo com a Norma ISO 50001, as variáveis relevantes são parâmetros quantificáveis que impactam de forma significativa o desempenho energético e se alteram rotineiramente, como por exemplo, a temperatura do produto, ritmo de produção, pressão, vazão e indicadores climáticos.

O monitoramento, medição e análise das características das operações e processos de uma organização são pré-requisitos para se atingir resultados significativos relativos ao uso eficiente da energia. Ele deve acontecer em intervalos planejados e contemplam:

  • A identificação dos processos com uso significativo de energia e suas variáveis relevantes
  • Os IDEs (Indicadores de Desempenho Energético)
  • A efetividade dos planos de ação para o cumprimento dos objetivos e metas
  • A avaliação do consumo energético real versus o esperado

6 – Invista na análise de indicadores de desempenho energético

Monte equipes voltadas para analisar os indicadores e definir projetos rentáveis que irão garantir a melhoria de performance do consumo específico.

A definição de IDEs completam a implantação do controle operacional e permite avaliar em intervalos definidos, o desempenho do processo e implantação de ações corretivas, quando necessário.

A implantação deste sistema é muito facilitada quando a corporação utiliza uma plataforma informatizada. Entre outras vantagens, ela permite a utilização em tempo real de informações importantes para a gestão e cria uma base de dados para um planejamento adequado.

7 – Adote um Sistema de Gestão de Energia eficiente

Tradicionalmente, boa parte do esforço de sistemas de gestão é direcionado para a redução de perdas e desperdícios. Isso envolve a aplicação de técnicas e ferramentas com foco em eficiência operacional.

Para isso, é aconselhável criar um Sistema de Gestão de Energia que utilize plataforma própria para digitalizar os dados de consumo, como as variáveis relevantes de processos, que são os parâmetros operacionais críticos que influenciam direta ou indiretamente o desempenho energético do equipamento ou instalação.

A atividade de definir estas variáveis de forma correta e a determinação dos pontos ótimos de operação são os grandes segredos da otimização do desempenho energético.

Leia também: 10 funcionalidades que não podem faltar em um sistema de gestão de energia e utilidades efetivo

Sabemos que a energia elétrica é muito importante, para isso, devemos utilizá-la com responsabilidade e cuidado. Para o bom funcionamento de um sistema de gestão é indispensável a conscientização de toda a equipe.

Diretor Comercial , Viridis

Diretor Comercial da Viridis. Trabalhou durante 35 anos na Vallourec do Brasil, nas áreas de energia, manutenção e montagem industrial e coordenou o projeto da área de Energia e Utilidades da usina Vallourec & Sumitomo (VSB). Graduado em Engenharia Elétrica e pós-graduado em Automação Industrial e Gestão de Negócios. Membro da CB-116, que elaborou a ABNT NBR ISO 50.001 – Sistemas de Gestão da Energia, foi o responsável pela certificação da Vallourec como primeira siderúrgica do Brasil nesta norma. É membro da Câmara de Energias Renováveis e Óleo & Gás da FIEMG.  

Comentar