10 funcionalidades que não podem faltar em um sistema de gestão de energia e utilidades efetivo

Publicado por Mariane Gonçalves em qui, 19/04/2018 - 22:27
Atualmente, a grande preocupação de empresas em diversos segmentos é o equilíbrio entre a racionalização do consumo de recursos energéticos e de outros insumos, sem diminuição da produtividade e da qualidade de produtos e serviços ofertados.

A plataforma de gerenciamento de energia e utilidades da Viridis provê funcionalidades para apoiar diretamente iniciativas de eficiência energética de organizações industriais, cobrindo funções de monitoramento, planejamento, contratação, custeio, simulação e otimização do consumo energético. As funções de monitoramento possibilitam identificar oportunidades de melhoria nos processos, estratificando os consumos energéticos por diferentes dimensões, além de possibilitar a quantificação de ganhos em custos e emissões de gases de efeito estufa.  

A integração dos dados de monitoramento às funções de planejamento fortalece os esforços da iniciativa de transformação uma vez que conferem maior sofisticação, consistência e acurácia sobre a previsão de consumo futuro e, consequentemente, sobre o planejamento de custos e o contraste com os valores realizados. Por fim, a plataforma Viridis possibilita toda o gerenciamento integrado de projetos de melhoria contínua com foco em eficiência energética, buscando o alinhamento estratégico desde a idealização, implantação e valoração dos investimentos realizados pela organização. Saiba mais sobre os nossos produtos. 


Custeio de Energia e Utilidades – Parte 2

Publicado por Thiago Turchetti Maia em qui, 23/03/2017 - 16:43
Boas regras de custeio são o alicerce de uma boa contabilidade de custos. Regras de custeio determinam como o consumo contínuo de energia e utilidades, idealmente medido por uma rede de medidores, será traduzido em transações contábeis associadas a centros de custos. Como muitas outras coisas em gestão, boas regras contribuem para a acurácia, transparência e responsabilização de custos, enquanto regras ruins fazem exatamente o oposto. Boas regras minimizam rateios e tentam empregar custeio direto o máximo possível, criando uma associação direta entre o consumo apontado por medidores em partes específicas da operação com os valores lançados em seus centros de custos correspondentes.

A plataforma Viridis gerencia toda a disciplina de custeio de energia e utilidades, desde dados de medição à carga automática de transações contábeis em sistemas ERP. Regras de custeio direto e indireto com múltiplas fontes de custos são suportadas, e gestores contam com recursos de rastreamento dos apontamentos em seus centros de custos para aumento da transparência e promoção da responsabilização.


Custeio de Energia e Utilidades – Parte 1

Publicado por Thiago Turchetti Maia em qua, 15/03/2017 - 16:13
A maioria das empresas com operações sensíveis a custos dedicam tempo e esforço de sua liderança para gerir seus custos. Quando esse processo é bem feito, os gestores sentem a pressão para cortarem custos diretamente na sua última linha de resultado, e se esforçam para melhorarem o desempenho econômico de suas operações. Quando mal feito, isto é, quando custos não são corretamente apurados ou quando resultados não são diligentemente exigidos, custos se tornam uma prioridade mais baixa para a organização, com as inevitáveis consequências resultantes.

A plataforma Viridis faz todo o gerenciamento de dados necessário para uma boa gestão de custos, automatizando o processo completo desde medidores e regras de custeio até indicadores e transações contábeis. O módulo de custeio do Viridis se integra diretamente com sistemas ERP, melhorando a precisão, velocidade, transparência e agilidade do processo.