Tendências tecnológicas na gestão de energia e utilidades

Publicado por Mariane Gonçalves em qui, 05/07/2018 - 21:50
Entenda como a transformação digital está revolucionando o mercado e quais as grandes tendências tecnológicas na gestão de energia e utilidades

A plataforma Viridis é baseada amplamente nos conceitos de Internet das Coisas, Big Data e Indústria 4.0, sendo capaz de capturar, armazenar e processar grandes volumes de dados sobre o consumo de energia e utilidades de qualquer unidade operacional, seja um equipamento em particular, seja um processo produtivo como um todo. Esses dados, combinados com informações sobre o contexto em que foram registrados (planos de produção, variáveis de processo, parâmetros operacionais, dentre outros), possibilita, por meio de técnicas de Machine Learning, a construção de modelos de predição que são combinados para criar uma representação digital daquele ativo – um gêmeo digital ou digital twin. A grande capacidade de integração da plataforma facilita a captura de dados relevantes, enquanto suas funcionalidades de modelagem e visualização tornam natural a utilização, interpretação e evolução dos gêmeos digitais, resultando em significativa criação de valor para nossos clientes. Clique aqui e saiba mais sobre nossas soluções.   


5 Razões para contratar um sistema de gestão de energia e utilidades na nuvem

Publicado por Júlia Assis em qui, 28/06/2018 - 13:19
Veja cinco motivos pertinentes para você contratar um sistema de gestão de energia e utilidades na nuvem.

A Viridis oferece o modelo de comissionamento em nuvem utilizando ambientes de  Cloud Computing, com opção de ambientes em nuvem pública ou privada. Há ainda a opção de se utilizar o ambiente contratado pelo cliente com seus fornecedores de nuvem já existentes. Em ambos os casos, a comunicação de dados com os sites é feita pelo Viridis IoT Gateway, tecnologia desenvolvida pela Viridis exclusivamente para prover integração bidirecional em tempo real com múltiplos sistemas locais, além da execução de procedimentos de borda distribuídos, também conhecidos como Edge Analytics. O comissionamento em nuvem oferece autenticação federada, nuvem pública ou privada, criptografia, entre outros recursos para prover o mais alto nível de confiança e segurança. Clique aqui e sabia mais sobre nossas soluções. 


5 Gaps na Gestão de Energia que podem estar atrapalhando seus resultados

Publicado por Aline Gonçalves em sex, 08/06/2018 - 18:24
O Sistema de Gestão de Energia tem como objetivo estabelecer e perpetuar a cultura de consciência e cuidado em relação ao uso da energia através de iniciativas de eficiência energética. Porém, sem os devidos cuidados por parte das organizações, tais medidas além de pontuais, se tornam transitórias, prejudicando consideravelmente os resultados da gestão a longo prazo.

A plataforma Viridis provê funcionalidades para apoiar diretamente todo o ciclo de gerenciamento de energia e utilidades, envolvendo monitoramento, planejamento, contratação, custeio, medição e verificação, simulação e otimização do consumo energético. As funções de monitoramento possibilitam identificar oportunidades de melhoria nos processos, estratificando consumos energéticos por diferentes dimensões, além de possibilitar a quantificação de ganhos em custos e emissões de gases de efeito estufa. A integração dos dados de monitoramento às funções de planejamento confere maior sofisticação, consistência e acurácia sobre a previsão dos níveis futuros de consumo energético e, consequentemente, sobre o planejamento de custos e seu contraste com valores realizados. Funcionalidades de Business Process Management (BPM), por sua vez, possibilitam a configuração de procedimentos especificamente alinhados à realidade de cada operação, facilitando a organização de todo o Sistema de Gestão de Energia e Utilidades. Por fim, a plataforma Viridis viabiliza o gerenciamento integrado de projetos de melhoria contínua com foco em eficiência energética, promovendo o alinhamento estratégico desde a idealização, implantação e valoração dos investimentos realizados pela organização por meio de funcionalidades específicas de medição e verificação. Saiba mais sobre os nossos produtos. 


10 funcionalidades que não podem faltar em um sistema de gestão de energia e utilidades efetivo

Publicado por Mariane Gonçalves em qui, 19/04/2018 - 22:27
Atualmente, a grande preocupação de empresas em diversos segmentos é o equilíbrio entre a racionalização do consumo de recursos energéticos e de outros insumos, sem diminuição da produtividade e da qualidade de produtos e serviços ofertados.

A plataforma de gerenciamento de energia e utilidades da Viridis provê funcionalidades para apoiar diretamente iniciativas de eficiência energética de organizações industriais, cobrindo funções de monitoramento, planejamento, contratação, custeio, simulação e otimização do consumo energético. As funções de monitoramento possibilitam identificar oportunidades de melhoria nos processos, estratificando os consumos energéticos por diferentes dimensões, além de possibilitar a quantificação de ganhos em custos e emissões de gases de efeito estufa.  

A integração dos dados de monitoramento às funções de planejamento fortalece os esforços da iniciativa de transformação uma vez que conferem maior sofisticação, consistência e acurácia sobre a previsão de consumo futuro e, consequentemente, sobre o planejamento de custos e o contraste com os valores realizados. Por fim, a plataforma Viridis possibilita toda o gerenciamento integrado de projetos de melhoria contínua com foco em eficiência energética, buscando o alinhamento estratégico desde a idealização, implantação e valoração dos investimentos realizados pela organização. Saiba mais sobre os nossos produtos. 


Processamento de Eventos Complexos em Sistemas de Gestão de Energia e Utilidades

Publicado por Ricardo Giacomin em qui, 30/03/2017 - 21:11
Um sistema de gestão de energia e utilidades abrangente trata de diversas disciplinas, como instrumentação e medição, gestão de indicadores de desempenho energético (IDEs), manutenção de modelos de consumo dos equipamentos (idealmente inferidos por métodos de aprendizado de máquina), procedimento de custeio, gestão de contratos, construção e execução de orçamento, entre outras. É possível de forma sistemática, por exemplo, apurar eventos de falha no sinal enviado por determinado sensor ou medidor, registrar os momentos em que um equipamento deixa de produzir e passa a um estado ocioso, identificar baixo desempenho energético momentâneo de determinado ativo em relação a padrões de consumo, entre outras coisas.

A plataforma Viridis emprega um mecanismo de CEP - processamento de eventos complexos - para analisar e processar eventos gerados por diferentes fontes. Medidores de energia, contratos comerciais, ou até cenários previstos de produção geram eventos que são processados através de regras amigáveis e com grande poder de expressão. Diferentes ações podem ser disparadas inclusive a notificação de pessoal em tempo real através de seus dispositivos móveis, ou ainda a interface direta com sistemas de controle para ações corretivas automáticas.


Custeio de Energia e Utilidades – Parte 2

Publicado por Thiago Turchetti Maia em qui, 23/03/2017 - 16:43
Boas regras de custeio são o alicerce de uma boa contabilidade de custos. Regras de custeio determinam como o consumo contínuo de energia e utilidades, idealmente medido por uma rede de medidores, será traduzido em transações contábeis associadas a centros de custos. Como muitas outras coisas em gestão, boas regras contribuem para a acurácia, transparência e responsabilização de custos, enquanto regras ruins fazem exatamente o oposto. Boas regras minimizam rateios e tentam empregar custeio direto o máximo possível, criando uma associação direta entre o consumo apontado por medidores em partes específicas da operação com os valores lançados em seus centros de custos correspondentes.

A plataforma Viridis gerencia toda a disciplina de custeio de energia e utilidades, desde dados de medição à carga automática de transações contábeis em sistemas ERP. Regras de custeio direto e indireto com múltiplas fontes de custos são suportadas, e gestores contam com recursos de rastreamento dos apontamentos em seus centros de custos para aumento da transparência e promoção da responsabilização.


Custeio de Energia e Utilidades – Parte 1

Publicado por Thiago Turchetti Maia em qua, 15/03/2017 - 16:13
A maioria das empresas com operações sensíveis a custos dedicam tempo e esforço de sua liderança para gerir seus custos. Quando esse processo é bem feito, os gestores sentem a pressão para cortarem custos diretamente na sua última linha de resultado, e se esforçam para melhorarem o desempenho econômico de suas operações. Quando mal feito, isto é, quando custos não são corretamente apurados ou quando resultados não são diligentemente exigidos, custos se tornam uma prioridade mais baixa para a organização, com as inevitáveis consequências resultantes.

A plataforma Viridis faz todo o gerenciamento de dados necessário para uma boa gestão de custos, automatizando o processo completo desde medidores e regras de custeio até indicadores e transações contábeis. O módulo de custeio do Viridis se integra diretamente com sistemas ERP, melhorando a precisão, velocidade, transparência e agilidade do processo.


Dados vs. Fatos

Publicado por Ricardo Giacomin em qua, 08/03/2017 - 18:32
Frequentemente, discutindo as práticas de gestão de energia nas empresas, ouvimos “orgulhosos” gerentes argumentando que estão muito bem, pois já têm milhares de tags sendo registradas no sistema historiador, já recebem diariamente um relatório de consumo de cada linha de produção, que conseguem fazer todas as apropriações contábeis ainda no primeiro dia útil do mês subsequente, ou ainda que têm o histórico dos últimos 3 anos de faturas de todos os seus milhares de sites. Não demora muito – normalmente umas 5 perguntas – até entenderem que têm à sua disposição apenas dados, e que estes dados não revelam os fatos importantes que levariam a ações efetivas.

A Viridis desenvolve soluções de gestão de energia e utilidades baseadas em big data. Para nós, entretanto, os grandes volumes de dados não são suficientes. Nossos produtos empregam algoritmos de contextualização, de identificação de padrões, construção de modelos e identificação de fatos relevantes a partir de um extenso data lake de dados operacionais. Um de nossos diferenciais é exatamente ajudar a responder os “porquês” do consumo energético e efetivamente promover ações para o aumento de eficiência.